Rádio, 80s

Estava a procura de um site de uma rádio para poder ouvir os anos 80, mas não encontrei, e acabei achando a Rádio 80FM, e por ela, enquanto navego, vou ouvindo a playlist dos 80.

Rádio 80FM

Para quem gosta de anos 80, aí está uma dica, mas o site toca outros estilos, basta procurar e sair ouvindo. Os oitenta é o som que eu gosto, claro que pop/rock internacional.

Anúncios

Livros 2013

Tentando montar os livros que eu li antes de 2016 para trás, post a post, olhando aqui no meu blog Eu Mauro MS do Blogger/BlogSpot, e como li pouco livros naqueles anos.
Veja a pequena lista abaixo.

Fevereiro/2013

A Cabana
(William P. Young)

Novembro/2013

A Culpa é das Estrelas
(John Green)

As Luzes de Setembro
(Carlos Ruiz Zafón)

Cilada
(Harlan Coben)

Livros 2014

Venho fazendo a relação dos livros lidos de 2015 para trás, agora venho com a lista de 2014, apenas quatro livros no ano, como era costume na época, poucos livros ao longo do ano.

Fevereiro

03

A Menina Que Roubava Livros
(Markus Zusak)

Cidades de Papel
(John Green)

A Garota Que Você Deixou Para Trás
(Jojo Moyes)

Setembro

01

O Chamado do Cuco
(Robert Galbraith)

Os livros lidos em 2015

Lendo lá no Blogger e aqui no WordPress eu fiz uma lista dos poucos livros que li ao longo de 2015, lista abaixo. No primeiro semestre apenas um, perto do que eu leio hoje, é nada, já no segundo semestre, agosto, reli muitos livros, livros comprados em bancas, como Júlia, Sabrina, e outros, e em dezembro através de um vale presente, recomecei a comprar de novo, e não parei mais até os dias de hoje.
Tempo de Recomeçar, de Julianne MacLean, já li cinco vezes. De tempos em tempos eu pego ele e dou uma lida.

Fevereiro

01

Bicho-da-Seda
(Robert Galbraith)

Agosto

12

Vítimas da Meia Noite
(Paula Gosling)

Depois da Meia Noite
(Cheryl Bolen)

Seu Desejo Secreto
(Charlene Sands)

Tempo de Recomeçar
(Julianne MacLean)

Mentiras Inocentes
(Connie Lane)

Um Caubói Em Minha Vida
(Sandra Hill)

Proposta Ultrajante
(Lynne Graham)

Uma Proposta Indecorosa
(Gail Whitiker)

A Aposta
(Barbara McCauley)

Encontros Clandestinos
(J.A.Jance)

Amor Profano
(Erin Yorke)

Um Toque de Campainha
(Rex Stout)

Dezembro

04

A Filha
(Jane Shemilt)

Sono
(Haruki Murakami)

A Maleta da Sra. Sinclair
(Louise Walters)

Marina
(Carlos Ruiz Zafón)

 

Jogo

Viciado no jogo 3 Ou mais, de momento, do Racha Cuca, simplesmente não consigo parar, justo eu que não gosto de jogar no computador, mas tem horas que paro com a navegação na internet, com o computador, e fico apenas jogando no RC, jogando e em outros momentos, pensando, mas não jogo contra outras pessoas, mas somente comigo.
Depois que descobri o Racha Cuca e o que ele tem de bom, fico ali me divertindo, e tem momentos que sair do convencional é muito bom.
Uma dica para quem gosta do assunto, de jogos.

***

Infelizmente acabou o horário de verão, quem sabe volte no próximo ano ou nunca mais, mas se dependesse de mim teria todos os anos.

 

Arquivos

Criando arquivos de autores que já li mais de uma vez, então, até agora, já salvei dez arquivos, que são Agatha Christie (10), Blake Pierce (10), Sophie Kinsella (07), Harlan Coben (07) e Sidney Sheldon (07).
Do Harlan Coben achei que já tivesse lido mais, sei que tenho outro e-reader, da Saraiva, que não uso mais, mas tudo que leio anoto no Skoob, então não importa se o livro é digital ou impresso, sempre deixo anotado, mas foi a impressão deixada.
Do Sidney Sheldon foi uma surpresa ter lido sete livros, sei que fazem anos que não leio nada dele, mas são sete livros que eu li do autor.

Em 18/01/2018 havia feito o post Autores que se repetem, pois agora quero postar um outro com todos eles e atualizado, mas por enquanto apenas aprontando a lista.

Dos citados acima, ficam nesse post Agatha Christie e Blake Pierce para que os meus amigos blogueiros possam ver, e também deixar como dicas, e depois num próximo post vem a lista completa.

Agatha Christie

A Casa Torta

Aventura Em Bagdá

Testemunha Ocular do Crime

Os Cinco Porquinhos

A Casa do Penhasco

*Cartas Na Mesa

*O Natal de Poirot

*Convite Para Um Homicídio

M Ou N?

*Assassinato No Expresso Oriente
(*Impressos)

Blake Pierce

Sem Pistas

Acorrentadas

Arrebatadas

Atraídas

Perseguida

Razão Para Matar

Antes Que Ele Mate

Antes Que Ele Veja

Antes Que Ele Cobice

A Carícia da Morte

 

Dont you forget about me

Cl16372 (Simple Minds)

Hey, hey, hey, hey
Ooh woh
Won’t you come see about me?
I’ll be alone, dancing you know it baby
Tell me your troubles and doubts
Giving me everything inside and out and
Love’s strange so real in the dark
Think of the tender things that we were working on
Slow change may pull us apart
When the light gets into your heart, baby
Don’t you, forget about me
Don’t, don’t, don’t, don’t
Don’t you, forget about me
Will you stand above me?
Look my way, never love me
Rain keeps falling, rain keeps falling
Down, down, down
Will you recognize me?
Call my name or walk on by
Rain keeps falling, rain keeps falling
Down, down, down, down
Hey, hey, hey, hey
Ooh woh
Don’t you try and pretend
It’s my feeling we’ll win in the end
I won’t harm you or touch your defenses
Vanity and security
Don’t you forget about me
I’ll be alone, dancing you know it baby
Going to take you apart
I’ll put us back together at heart, baby
Don’t you, forget about me
Don’t, don’t, don’t, don’t
Don’t you, forget about me
As you walk on by
Will you call my name?
As you walk on by
Will you call my name?
When you walk away
Or will you walk away?
Will you walk on by?
Come on, call my name
Will you call my name?
I say
(Lala la la lala la la)
Will you call my name?
As you walk on by

(Simple Minds)

 

O quinto e-book

Comecei o quinto e-book do mês. Os anteriores foram O Homem Perfeito, de Linda Howard, Inesperadamente Você, de Deborah Strougo, Amigas Para Sempre, de Kristin HannahM ou N?, de Agatha Christie, e A Luz Através da Janela, que comecei hoje, de Lucinda Riley, e de todos os livros lidos, o da Lucinda é apenas o meu segundo.
Fevereiro começando com tudo.
Até agora são estes.

Cl16371 (A Luz Através da Janela, Lucinda Riley)

E o livro que eu mais queria dela, Uma Espiã No Meu Passado, digital, não encontrei, encontrei apenas o físico, mas acima de oitenta reais, e não comprei. Por que tão caro assim?

 

Too Much Heaven

Nobody gets too much heaven no more
It’s much harder to come by
I’m waiting in line
Nobody gets too much love anymore
It’s as high as a mountain
And harder to climb
Oh you and me girl
Got a lot of love in store
And it flows through you
And it flows through me
And I love you so much more
Then my life, I can see beyond forever
Everything we are will never die
Loving’s such a beautiful thing
Oh you make my world, a summer day
Are you just a dream to fade away
Nobody gets too much heaven no more
It’s much harder to come by
I’m waiting in line
Nobody gets too much love anymore
It’s as high as a mountain
And harder to climb
You and me girl got a highway to the sky
We can turn away from the night and day
And the tears you had to cry
You’re my life
I can see a new tomorrow
Everything we are will never die
Loving’s such a beautiful thing
When you are to me, the light above
Made for all to see our precious love
Nobody gets too much heaven no more
It’s much harder to come by
I’m waiting in line
Nobody gets too much love anymore
It’s as high as a mountain
And harder to climb
Love is such a beautiful thing
You make my world a summer day
Are you just a dream to fade away
Nobody gets too much heaven no more
It’s much harder to come by
I’m waiting in line
Nobody gets too much love anymore
It’s as wide as a river
And harder to climb
Nobody gets too much heaven no more
It’s much harder to come by
I’m waiting in line
Nobody gets too much love anymore
It’s as high as a mountain
And harder to climb
Nobody gets too much heaven no more
It’s much harder to come by
I’m waiting in line
Nobody gets too much love anymore
It’s as high as a mountain
And harder to climb

(Bee Gees)

Cl16366 (Bee Gees)Bee Gees

Foi a primeira música que eu dancei numa discoteca. Eu lembro que os meus amigos me convidavam para sair, para ir as discotecas, o ano era 1979, mas eu não ia, e quando fui, num dos momentos, tocava essa música, sucesso da época, fui, dancei, me apaixonei, então fica como lembrança de tudo, de um tempo muito bom.

Harlem Globetrotters

Hoje eu estava conversando aqui em casa sobre basquete e lembrei dos Harlem Globetrotters, gênios do basquete americano que fazem apresentações ao redor do mundo.
Foram fundado em 1926.

Nunca fui muito fã do esporte, mas Harlem Globetrotters vale a pena, não que tenha assistido ao vivo alguma apresentação deles, mas gostaria.

Veja um vídeo de suas habilidades e brincadeiras.

Cl16364 (Harlem Globetrotters)Os melhores do mundo!

Sugababes, Ugly

When I was seven
They said I was strange
I noticed that my eyes and hair weren’t the same
I asked my parents if I was OK
They said you’re more beautiful
And that’s the way they show they wish
They had your smile
So my confidence was up for a while
I got real comfortable with my own style
I knew that they were only jealous ‘cause
People are all the same
And we only get judged by what we do
My personality reflects me
And if I’m ugly then
So are you
So are you
There was a time when I felt like I cared
That I was shorter than everyone there
People made me feel like life was unfair
And I did things that made me ashamed
‘Cause I didn’t know my body would change
I grew taller than them in more ways
But there will always be the one who will say
Something bad to make them feel great
People are all the same
And we only get judged by what we do
My personality reflects name
And if I’m ugly then
So are you
So are you
People are all the same
And we only get judged by what we do
My personality reflects me
And if I’m ugly then
So are you
So are you
Everybody talks bad about somebody
And never realizes how it affects somebody
And you bet it won’t be forgotten
Envy is the only thing it could be
‘Cause people are all the same
(The same, the same)
And we only get judged by what we do
(What we do, yeah, yeah)
My personality reflects me
And if I’m ugly then
(Yeah, you)
So are you
So are you
People are all the same
(Oh, oh, oh)
And we only get judged by what we do
(What we do, yeah)
My personality reflects me
And if I’m ugly then
(Yeah, so are you)
So are you
So are you
Cl16358 (Ugly)
Sugababes
***
Foto da internet

Velas da fé

Há um site que eu gosto muito que é o site do Divino Pai Eterno, e nele, as Velas da Fé, e muitas vezes me vejo acendendo uma vela, pedindo que minhas orações sejam atendidas.
Já fiz um post sobre as Velas da Fé, e volto a postar sobre elas.
Sugiro a vocês visitarem o site, deixarem seus pedidos, um ou mais, mostrando a intenção ou não, eu não mostro, fica só para mim.
Particularmente já acendi muitas velas virtuais, e quando vejo necessidade abro o Pai Eterno e deixo minhas intenções, mas tem momentos que me sinto mais pedinte que em outros, não sei se com vocês também, nem se são católicos como eu, mas isso não importa.
Acredito em Deus, mas ultimamente me sinto um pouco falho com Ele. Já estive mais presente na vida da igreja, mas tentando voltar.
Rezo muito é a oração de Maria Passa Na Frente.

Segundo livro

Comecei nesses dias o meu segundo livro do mês, e-book, Inesperadamente Você, de Deborah Strougo, sinopse abaixo.

Alice Bastos é uma residente de pediatria que está passando por uma situação complicada após o derrame do pai. Para pagar os custos do tratamento, ela decide vender a casa e morar em um local mais simples e próximo ao hospital em que ele está internado.
Quando surge uma oportunidade de comprar um ótimo apartamento com o preço em conta, Alice não pensa duas vezes antes de fechar o negócio. O que ela não esperava era ser vítima de um golpe que a obrigaria a dividir a moradia com Theo Leone, um profissional de TI arrogante, mal-humorado e bonito demais.
Porém, apesar dos desentendimentos, ambos descobrem que morar sob o mesmo teto pode ser a melhor coisa de suas vidas.
Fonte: Amazon

Cl16355 (Inesperadamente Você - Deborah Strougo)

Minhas leituras se repetem muito, às vezes termino um livro, encontro outro, mas não compro, porque o tema é o mesmo do anterior.
Estava gostando mais do início da leitura. Por não gostar de livros românticos, dei uma parada, mas pretendo concluí-lo amanhã, se possível.

 

Jogo de botão

Eu na minha adolescência gostava de jogar botão, tinha o time do São Paulo e outros botões avulsos, e um time que mandei fazer nas cores marinho e vermelho, que por alguma razão lembrava as cores americanas, tinha a mesa Estrelão, e jogava comigo mesmo, um time contra o outro. O time com as cores americanas foi feito para participar de jogos com os colegas, pouco joguei, acho que ainda tenho os botões, mas a mesa não mais.

Lembranças de uma época.

cl1635128mesaestrelc3a3o2cjogodebotc3a3o29

***

Imagens da internet.

O Homem Perfeito

Li nesses dias o e-book O Homem Perfeito, de Linda Howard, conta a história de quatro mulheres que se reúnem num bar após o expediente do trabalho, e criam uma lista de como seria o homem perfeito para elas, mas quando a lista é divulgada na imprensa e os nomes delas expostos, passam a serem perseguidas, e uma delas assassinada.
Meu primeiro livro do mês de fevereiro.

Cl16354 (O Homem Perfeito - Linda Howard)

***

Imagem da internet.

Novelas dos anos 60 e 70

Algumas novelas que eu lembro que vi, na minha época de noveleiro, da Globo, A Ponte dos Suspiros, Pigmalião 70, Irmãos Coragem, Selva de Pedra, O Bem-Amado, Gabriela, Dona Xepa, Dancin’ Days, Pai Herói.
Segui vendo novelas por mais algumas décadas, mas faz uns quinze, vinte anos que deixei de vê-las.
Troquei qualquer tipo de novelas por séries e filmes.
Não concordo com um vilão fazendo o mal do começo ao final, como nas novelas atuais.
Já vi muitas novelas boas ao longo dos anos, e fui parando quando o disco das novelas começou a arranhar, mesmas cenas, histórias, maldades, etc., mas isso para mim. Muita gente vê, eu não quero mais.
Quando começo a ver um filme que é ruim, que não estou gostando, simplesmente mudo de canal, não me prendo por meses a fio numa história chata e repetitiva.

Elenco da novela Pigmalião 70

Sérgio Cardoso, Tônia Carrero, Susana Vieira, Felipe Carone, Betty Faria, Herval Rossano, Jece Valadão, Eloísa Mafalda, Ida Gomes, Célia Biar, Sérgio Viotti, Carmen Silva, e outros; direção de Régis Cardoso.

cl1635028pigmalic3a3o7029Com Tônia Carrero e Sérgio Cardoso.

Tentei procurar a abertura da novela, lembro de um carrinho conversível circulando pelas ruas enquanto tocava o tema da novela, mas não encontrei na internet.

E na Rede Tupi, anos 60, meus pais, com certeza, viram Antônio Maria, eu tenho lembranças desse nome, pois foi ao ar em 1969, e Nino O Italianinho, de ouvir minha mãe falar, não lembro de ter visto, mas na pesquisa do Wikipedia, essas duas novelas me chamaram a atenção.

 

Atari

Eu não tive, mas jogava na casa dos amigos, e não muitos jogos, lembro de River Raid, 1982, meu jogo preferido, e Hero, 1984, mas esse nunca cheguei a fase final, morria sempre no mesmo lugar.
Sei que tinham outros jogos como Pitfall, Breakout, Adventure, Asteroids, Space Invaders, Missile Command, Pac-Man, Enduro, Combat, Megamania, Indy 500, e muitos outros, mas se eu joguei algum outro desses acima ou demais, não lembro.
Minhas preferências eram pelos dois jogos acima.
E os amigos, conheceram o Atari, jogaram? Para os que responderem sim, qual o jogo predileto de vocês?

cl16348 (videogame atari)
Ultimamente muitas recordações, pesquisas no Google, mas valem como postagens.

 

Meus livros do mês

Achei que janeiro eu ia decepcionar, mas não, se não foi como em outros anos e meses, que li bastante, deu para ler bons livros, impressos, que foram Minha Avó Pede Desculpas, de Fredrik Backman, Volta Para Casa, de Harlan Coben, e A Boa Filha, de Karin Slaughter, 222 páginas lidas num dia, o primeiro, realmente um livro muito bom, aliás como todos que li em janeiro.
Pena ter começado a ler tarde, 12/01, ter perdido muito tempo no primeiro, dez dias, e com isso não poder ter chegado a quatro no mês, mas cada vez leio menos, mas leio. Ainda não parei.
De 2016 em diante, venho lendo bastante, mas a vontade de abrir um livro, começar uma nova leitura, diminuiu.

 

Giddyap A Gogo

Sempre procurei uma música, mas nunca encontrei, e talvez nunca encontre, nem com o uso do Google nem com o do YouTube, mas sigo minhas buscas, e acho que só a Atlântida FM poderia de fato informar, mas não informaram na época, verão de 1994, e o tempo passou.

Então redescobri outro som, de 1982, nada parecido, mas que deixo aqui como postagem.

Uma fita, muitas lembranças

Estava pensando em uma fita cassete que eu tive um dia na vida, e coloquei o nome no Google, e não é que apareceu mesmo, Som Bateau Ataca Para Todas As Festas. O que o Google não encontra?
E é claro que abriu o YouTube, e é um prazer poder ouvir algumas daquelas músicas, apesar que, com a internet, estamos sempre relembrando, então essas músicas nunca ficam realmente na saudade, mas está difícil de fazer um post, eu acho, então este vai ser o meu.

As músicas são estas:

01. Arrivederci Roma/ Nel blu di pinto di blu (Volare)
02.Ob-la-di, ob-la-da / All my loving / She loves you
03.Rhythm of the rain / Marcianita / Stupid cupid
04.Michael / America /If I had a hammer
05.Teddy bear/Hound dog /Blue suede shoes
06.Sous le ciel de Paris / Olhos negros/Lara’s theme / Pigalle
07.Sabra Dios/ barca /La puerta
08.Cachito/ El bodeguero / Las secretarias
09.La cumparsita/ Adios muchachos/Garufa
10.Esqueça/Namoradinha de um amigo meu/Quero que vá tudo pro inferno
11.Havah nagilah/ Those were the days /Beer barrel polka

E uma dessas fazia parte das lembranças do meu pai, então foi ótimo ter reencontrado essa fita, agora em vídeo.

Starsky & Hutch

Sempre gostei de séries policiais, e essa foi uma que via muito, aliás, naqueles anos, adolescente, via muitos filmes bons, hoje séries do passado que trazem boas lembranças.

Starsky and Hutch foi uma série de televisão americana da década de 1970, criada por William Blinn e produzida pela Spelling-Goldberg Productions, e estrelada por David Soul e Paul Michael Glaser. No Brasil, a série foi exibida nos anos 70, por alguns anos, às 22h00, pela Rede Bandeirantes. E com o nome de Starky & Hutch – Justiça em Dobro.
Em 1978, na mesma Rede Bandeirantes, era a série das quartas-feiras, 22h00, em um horário com outras séries nas noites de segunda, terça, quinta e sextas-feiras, sempre 22h00.
Fonte: Wikipedia

cl16342 (starsky e hutch)

Séries

Algumas séries dos anos sessenta, que com a ajuda do Google, eu vi, e que assistia umas mais que outras.

Batman
Jeannie É Um Gênio
Agente 86
Perdidos No Espaço
Viagem Ao Fundo do Mar
O Túnel do Tempo
Jornada Nas Estrelas
Terra de Gigantes
Bonanza
A Família Addams
James West
Guerra Sombra E Água Fresca
Daniel Boone
Bat Masterson
Chaparral
Lassie
Missão Impossível
Os Agentes da U.N.C.L.E.
Zorro
O Fugitivo
Gunsmoke
Os Flintstones
Columbo
O Homem de Virginia
Manda Chuva
Paladino do Oeste

cl16340 (guerra sombra e agua fresca)

Alguns eu lia também em gibi, como Daniel Boone, Zorro e Gunsmoke, entre outros de outras décadas.

 

Dez dias

Terminei de ler o livro Minha Avó Pede Desculpas, de Fredrik Backman, e comecei a ler, no mesmo dia, o livro Volta Para Casa, de Harlan Coben.
O nome do post, dez dias, foi o tempo que levei para ler o primeiro livro do ano, e mesmo levando todo esse tempo, posso dizer que ao contrário de outros que leio no mesmo tempo, ou próximo, esse foi muito bom.

Sinopse de Volta Para Casa,

Dez anos atrás, dois meninos de 6 anos foram sequestrados enquanto brincavam na casa de um deles, uma mansão em um bairro elegante de Nova Jersey. Mas, após o pedido de resgate, as famílias nunca mais tiveram notícias dos sequestradores nem de seus filhos.
Agora, Myron Bolitar e seu amigo Win acreditam ter localizado um deles, o adolescente Patrick, e farão de tudo para resgatá-lo e obter as respostas pelas quais todos anseiam:
O que aconteceu no dia em que foram raptados?
Onde ele esteve durante todo esse tempo?
E, o mais importante, onde está Rhys, seu amigo ainda desaparecido?

Fonte: Amazon

cl16260 (volta para casa - harlan coben)

Sultans Of Swing

Um som inesquecível e que me lembra o começo dos anos oitenta, um som para se ouvir sempre.

You get a shiver in the dark,
It’s raining in the park, but meantime:
South of the river, you stop and you hold everything.
A band is blowin’ Dixie, double-four time.
You feel alright when you hear that music play.
You step inside, but you don’t see too many faces.
Comin’ in out of the rain to hear the jazz go down.
Competition in other places…
But the horns, they blowin’ that sound.
Way on down south,
Way on down south, London-town
Check out Guitar George, he knows all the chords.
But it’s strictly rhythm; he doesn’t want to make it cry or sing.
If any old guitar is all he can afford,
When he gets up under the lights to play his thing.
And Harry doesn’t mind if he doesn’t make the scene.
He’s got a daytime job, he’s doing alright.
He can play the honky tonk like anything,
Savin’ it up for Friday night.
With the Sultans,
With the Sultans of Swing
And a crowd of young boys, they’re fooling around in the corner,
Drunk and dressed in their best brown baggies and their platform soles.
The don’t give a damn about any trumpet playing band.
It ain’t what they call rock and roll.
And the Sultans,
Yes the Sultans play Creole.
And then the man, he steps right up to the microphone.
And says at last, just as the time bell rings, ”
Goodnight, now it’s time to go home.”
And he makes it fast, with one more thing:”
We’re the Sultans, ”
We are the Sultans of Swing.”
Dire Straits
cl16339 (dire straits, mark knopfler)
Mark Knopfler