Os novos e-books

Eis a lista dos e-books adquiridos nesses dias: O  Farol E A Libélula, de Jean E. Pendziwol, A Garota Alemã, de Armando Lucas Correa, já editado no post Livros “A Garota”, A Menina da Neve, de Eowin Ivey, Cobiçadas (Um Mistério de Riley Paige, Vol. 7), de Blake Pierce, Uma Questão de Segundos, de Harlan Coben e Sangue Frio, de Robert Bryndza, lançamento para o final de maio.

O livro que me chamou muito a atenção em sua sinopse, foi O Farol E A Libélula. Espero gostar tanto quanto o interesse que tive por ele.
Também A Menina da Neve e A Garota Alemã.
Sangue Frio comprei assim que apareceu, mas só vou receber em 31/05. Gosto muito dos livros do Bryndza, e conforme forem chegando, vou comprando.

Não sei o que houve com o Blake Pierce. Acompanhava de perto a continuação do Mistério de Riley Paige, na Amazon, havia parado no Volume 6, e o Volume 7 aparecia somente em inglês, e de uma hora para outra apareceu não apenas este como todos os outros posteriores, em português, o de Portugal, os seis livros seguintes.
Português de Portugal que tem boas diferenças.
Os doze livros que estão à venda na Amazon são vendidos em português de Portugal.

 

Anúncios

2018-19

Este ano estou lendo tão pouco, em relação ao ano passado, que resolvi fazer um post comparando a mesma época. Tirando Fevereiro/2019, que foi um acidente, em relação a este ano mesmo, pelo menos até agora, os demais meses leio o mínimo possível, mas vou mostrar aqui a diferença. Nos quatro primeiros meses de 2018 li 22 e-books enquanto nos quatro primeiros meses desse ano apenas 13. Em maio de 2018 li sete, como estamos começando maio, e já li dois, e estou começando o terceiro, O Homem de Areia, de Lars Kepler, vou registrar apenas três dos sete do ano passado, então 16.
Poucos, não é?

2018
Jan 4 – Fev 4 – Mar 9 – Abr 5 – Mai 7
2019
Jan 3 – Fev 6 – Mar 1 – Abr 3 – Mai 3

Em relação aos anos anteriores, 2016, 2017 e 2018 eu lia muito mais, tinha mais vontade, era livro atrás de livro, e agora, até para abrir um novo e-book é aquela lerdeza toda, mas vou indo, entre uma história boa e outra nem tanto, eu chego lá.

O último filme

Eu sei que já deixei em algumas postagens, mas não vou ao cinema desde 30/01/2010. Estava na praia do Cassino, e resolvi ir ao cinema, mal sabendo que seria, por opção, a última vez que eu entraria em um, pelo menos até eu me decidir voltar um dia, o que não me passa pela cabeça ainda.
Prefiro a tranquilidade da minha casa do que dividir um ambiente com outras pessoas, apesar dos ótimos filmes que ali passam.
O filme que estava em cartaz  na época era Crepúsculo – Lua Nova, no auge da série.
Hoje em dia tem diversas formas e mídias para se assistir um bom filme, mesmo assim ainda espero para que venha na televisão a cabo.
Também tem NetFlix, YouTube e outros serviços, mas confesso que não há nada como a telona, só não tenho vontade de voltar ainda.

Cl16521 (Crepúsculo - Lua Nova)

 

Segundo e-book

Comecei ontem o segundo e-book do mês de maio, A Garota Desaparecida, de Lisa Gardner, ainda lendo. Leia sinopse clicando no link acima.

Cl16524 (A Garota Desaparecida - Lisa Gardner)

Em 15/11/2016 fiz o post Livros “A Garota”, clique aqui para conhecê-lo, e comentá-lo, até deixando nos comentários algum outro que não esteja na minha lista. Não adicionei este porque assim que terminá-lo vou acrescentar ao lidos do post.
Lido!

 

A Outra

Li o e-book A Outra, de Juliana Dantas, que conta a história de duas irmãs separadas por imposição de seus pais, uma vivendo com a mãe, Melissa, e outra com o pai, Melanie, mas quando se conhecem, em razão da doença da mãe, resolvem trocar de vida. Melissa, escritora famosa, gostava de escrever por hobby, mas tinha medo de aparecer em público diante dos fãs, enquanto Melanie, casada e mãe de três filhos, vive numa cidade do interior, mas é péssima esposa assim como mãe.
Então Melanie, que sonha com uma vida glamourosa, toma o lugar de Melissa enquanto esta, que sonhava ter um marido e filhos, o da irmã.

Gostei tanto do livro que comecei minha leitura por volta das 19h e só fui parar passado das 5 da manhã, com 93% do e-book. Terminei hoje pela manhã.

Foi o quarto e-book que eu li dessa escritora cheio de talento, brasileira, e com histórias maravilhosas, daquelas que só se para quando de fato  termina-se o livro.

Meus e-books lidos dela:

A verdade Oculta

Cinzas do Passado

Segredos E Mentiras

A Outra

Cl16403 (A Outra, Juliana Dantas)

Se com spoiler, perdoem-me.

O homem

Pretendia fazer um post com todos os livros existentes que comecem com O homem, mas mudei, e vou postar apenas alguns e mais conhecidos por todos, mas se quiserem participar, deixando nos comentários algum outro título que não veio na minha pesquisa, edito e coloco no post.
Os livros em negrito foram os que eu li, já O Homem Duplicado, de J. Saramago, baixei, porém não consegui ler.

Os e-books/livros que deixo aqui.

O homem de giz
(C. J. Tudor)

O homem perfeito
(Linda Howard)

O homem do deserto
(Lídia Craveiro)

O homem de areia
(Lars Kepler)

O homem inocente
(John Grisham)

O homem de São Petersburgo
(Ken Follett)

O homem duplicado
(José Saramago)

O homem do terno marrom
(Agatha Christie)

O homem do princípio ao fim
(Millôr Fernandes)

Sei que existem outros e de diversos temas, porém fico com a relação acima, dos principais livros vistos no site da Amazon.

 

Preços

Vivia olhando dois livros que me chamavam muito a atenção, O Homem de Giz, de C. J. Tudor e O Homem de Areia, de Lars Kepler, mas não comprava pelos preços considerados altos. O Homem de Areia, o e-book, na Amazon, onde pesquiso e compro os meus e-books, estava R$ 37 o e-book, até que ontem o adquiri por R$ 14,90, então vez que outra, e não sei quando ou porquê, aparecem essas promoções, me dei com os dois, e foi ao acaso, uma surpresa mesmo, agora é ler e aumentar a minha coleção, e espero que seja tão bom quantos os livros lidos até agora.

Sinopse:

Em uma noite extremamente fria em Estocolmo, um homem aparece sozinho e desnorteado em uma ponte. Quando ele é encontrado, a hipotermia já toma conta de seu corpo. Ao ser levado para um hospital, descobre-se que há sete anos ele foi declarado morto.
Seu assassinato foi creditado ao serial killer Jurek Walter, que foi preso há alguns anos pelo detetive Joona Linna e sentenciado a prisão perpétua em uma ala psiquiátrica. Enquanto investiga o aparecimento desse homem e tenta entender onde ele esteve durante os últimos sete anos, evidências desconhecidas começam a aparecer e influenciar o caso que já estava arquivado.
Com capítulos curtos e ritmo alucinante, O homem de areia é um thriller envolvente sobre os limites da maldade.

Cl16512 (O Homem de Areia, Lars Kepler)

Os livros estão chegando

Os livros estão chegando, já em pré-venda Branco Letal, de Robert Galbraith e, Sangue Frio, de Robert Bryndza, e disponíveis os volumes 7, 8, 9, 10, 11 e 12 respectivamente, Cobiçadas, Esquecidas, Abatidos, Perdidas, Enterrados e Despedaçadas, de Blake Pierce, da série Um Mistério de Riley Paige.
Não sabia que tinham tantos assim, li os seis primeiros, e fiquei esperando pela continuação do Volume seis, e de repente surgiram os outros seis, mas que bom, mas por serem todos de investigação criminal da Agente Riley Paige, do FBI, e seus casos, dei uma parada e, de momento, não segui comprando os livros da série, mas disponíveis para quem gosta e quiser seguir lendo, ou mesmo conhecê-los.
Todos os doze volumes estão em português de Portugal.
Os personagens são os mesmos, e a cada volume uma nova história, o que é bom, mas buscando outras histórias para não me repetir.

Também de olho em outros livros como Uma Cliente Inesperada, de Sandra Brown. Olhando o site da Amazon, anotando, e um que outro, porque não dá para comprar tudo, por isto faço listas, comprando.

Livros e e-books que eu vinha esperando há algum tempo, mas que por ora ainda não adquiri.
Enquanto uns jogam no computador ou mesmo através do celular, eu pesquiso livros/e-books no site da Amazon, e compro alguns títulos que me interessam.
Também aguardo por preços mais em conta.

Ontem estava olhando o meu Lev da Saraiva, meu outro leitor digital, que deixou de funcionar, adquiri livros, mas os downloads nunca completaram, davam erros, de todos os tipos, então comprei um livro de R$ 1,00 para não gastar tanto se o download não completasse, e realmente não completou, dali fiquei com alguns livros lidos, do começo, quando me interessei em trocar o impresso pelo digital, e deu.
Leitores são computadores que podem dar erro.
O Lev deu.
Dos dois que eu tenho minha preferência é pela Amazon, por ter mais opções de livros e assuntos, que a Saraiva não disponibilizava na época, e depois do problema com o meu aparelho, muito mais, mas agora a Saraiva tem dois Levs melhorados, e para quem gosta, é uma opção, mas eu seguirei com o Kindle Paperwhite.

Sky High

Sky High
Jigsaw

Blown round by the wind
Thrown down in a spin
I gave you love
I thought we had made it to the top
I gave you all I had to give
Why did it have to stop
You’ve blown it all sky high
By telling me a lie
Without a reason why
You’ve blown it all sky high
You, you’ve blown it all sky high
Our love had wings to fly
We could have touched the sky
You’ve blown it all sky high
Up round I’ve flown
Then down down like a stone
I gave you love

Cl16494 (Jigsaw - 75)

e-Books de abril

Li três livros completos, e ótimos, e 43% de um livro muito chato, para mim, com o respeito a quem gostou, o que não é o meu caso, até onde li, pode ser que eu goste também, se completar a leitura, mas sem vontade de continuar lendo, nem forças para abri-lo.

e-Books

E Não Sobrou Nenhum
(Agatha Christie)

Esconda-se
(Lisa Gardner)

O Homem de Giz
(C. J. Tudor)

Orgulho e Preconceito
(Jane Austen – 43%)

Espero que em maio tenha mais sorte nos livros escolhidos para ler, e que minha vontade pela leitura volte a aparecer.

Shallow

Que voz tem essa menina, Allie Sherlock, e como canta bem, por isso resolvi reproduzir aqui, vejam só.

Tell me something, girl
Are you happy in this modern world?
Or do you need more?
Is there something else you’re searching for?

I’m falling
In all the good times
I find myself longing for change
And in the bad times I fear myself

Tell me something, boy
Aren’t you tired trying to fill that void?
Or do you need more?
Ain’t it hard keeping it so hardcore?

I’m falling
In all the good times
I find myself longing for change
And in the bad times I fear myself

I’m off the deep end, watch as I dive in
I’ll never meet the ground
Crash through the surface
Where they can’t hurt us
We’re far from the shallow now

In the shallow, shallow
In the shallow, shallow
In the shallow, shallow
We’re far from the shallow now

I’m off the deep end, watch as I dive in
I’ll never meet the ground
Crash through the surface
Where they can’t hurt us
We’re far from the shallow now

In the shallow, shallow
In the shallow, shallow
In the shallow, shallow
We’re far from the shallow now

(Lady Gaga & Bradley Cooper)

Um pouco sobre ela, é irlandesa, toca violão/guitarra, como dá para ver pelo vídeo e nasceu em 07/05/2005. Tem um canal no YouTube, e em suas apresentações, na rua, atrai um bom público.

O Homem de giz

Li nesses dois últimos dias O Homem de Giz, de C. J. Tudor, um suspense maravilhoso, daqueles que só larguei com o final do livro, sinopse abaixo.

Sinopse:

Assassinato e sinais misteriosos em uma trama para fãs de Stranger Things e Stephen King

Em 1986, Eddie e os amigos passam a maior parte dos dias andando de bicicleta pela pacata vizinhança em busca de aventuras. Os desenhos a giz são seu código secreto: homenzinhos rabiscados no asfalto; mensagens que só eles entendem. Mas um desenho misterioso leva o grupo de crianças até um corpo desmembrado e espalhado em um bosque. Depois disso, nada mais é como antes.

Em 2016, Eddie se esforça para superar o passado, até que um dia ele e os amigos de infância recebem um mesmo aviso: o desenho de um homem de giz enforcado. Quando um dos amigos aparece morto, Eddie tem certeza de que precisa descobrir o que de fato aconteceu trinta anos atrás.

Alternando habilidosamente entre presente e passado, O Homem de Giz traz o melhor do suspense: personagens maravilhosamente construídos, mistérios de prender o fôlego e reviravoltas que vão impressionar até os leitores mais escaldados.

Cl16500 (O Homem de Giz, C.J. Tudor)

Esteve numa lista de livros que eu pretendia comprar, mas por estar com preço elevado, mesmo para e-book, deixei para mais adiante, e com surpresa, o encontrei agora, e comprei-o. Para quem gosta de um bom suspense, de uma boa história que prende o leitor, é a minha indicação.
Estou tentando ler o livro Orgulho e Preconceito, e em abril só consegui chegar a 43%, nem a metade.
Quando um livro é chato é chato, é o caso, mas O Homem de Giz foi bom demais, do seu começo ao seu final.

Você mentiu

Você mentiu
E eu não devia mais acreditar
Eu não devia sequer me importar
É só mais uma das suas, amor

Você mentiu
E eu não devia nem mesmo ligar
Eu não devia nem mesmo aceitar
Mais uma loucura de amor

Quem sabe um dia você vai saber o que é o amor
E nesse dia perceber o que é que tem valor
Sair do preto e branco para um mundo com mais cor
E aí quem sabe conversar sem mágoa e sem rancor

Mas você mentiu
E eu não devia mais acreditar
Eu não devia sequer me importar
É só mais uma das suas, amor

Você mentiu
E eu não devia nem mesmo ligar
Eu não devia nem mesmo aceitar
Mais uma loucura de amor

Quem sabe um dia você vai saber o que é o amor
E nesse dia perceber o que é que tem valor
Sair do preto e branco para um mundo com mais cor
E aí quem sabe conversar sem mágoa e sem rancor

Mas você mentiu
E eu não devia mais acreditar
Eu não devia sequer me importar
É só mais uma das suas, amor

(Anitta e Caetano Veloso)

Cl16431 (Caetano e Anitta)

Skyline Pigeon

Cl16428 (Elton John)

Turn me loose from your hands
Let me fly to distant lands
Over green fields, trees and mountains
Flowers and forest fountains
Home along the lanes of the skyway
For this dark and lonely room
Projects a shadow cast in gloom
And my eyes are mirrors
Of the world outside
Thinking of the ways
That the wind can turn the tide
And these shadows turn
From purple into grey
For just a Skyline Pigeon
Dreaming of the open
Waiting for the day
That he can spread his wings
And fly away again
Fly away, skyline pigeon fly
Towards the dreams
You’ve left so very far behind
Fly away, skyline pigeon fly
Towards the dreams
You’ve left so very far behind
Let me wake up in the morning
To the smell of new mown hay
To laugh and cry, to live and die
In the brightness of my day
I want to hear the pealing bells
Of distant churches sing
But most of all please free me from
This aching metal ring
And open out this cage towards the sun
For just a Skyline Pigeon
Dreaming of the open
Waiting for the day
That he can spread his wings
And fly away again
Fly away, skyline pigeon fly
Towards the dreams
You’ve left so very far behind
Fly away, skyline pigeon fly
Towards the dreams
You’ve left so very, so very far behind

(Elton John)

Quarto livro da série

Estou no site da Amazon, procurando por e-books para que eu possa comprá-los, mas por não conseguir nenhum ainda, resolvi fazer a busca por autor, digitei Robert Galbraith (J.K. Rowling), e descobri o quarto livro de Cormoran Strike e Robin Ellacott, mas que por ora vem em inglês, Lethal White (Branco Letal).
Vou aguardá-lo em português, mas esse não quero adquirir em e-book, pois tenho os três anteriores, impressos, e quero ter o quarto da mesma forma.

Cl16429 (Letal White, Robert Galbraith)

Sinopse:

“… Eu vi um garoto ser morto. Foi estrangulado em cima do cavalo.”

Quando Billy, um jovem problemático, vai à agência do detetive particular Cormoran Strike, procurando sua ajuda na investigação de um crime que ele pensa ter testemunhado quando criança, Strike fica profundamente aflito. Embora o rapaz tenha problemas mentais evidentes e não consiga se lembrar de muitos detalhes concretos, há algo de sincero nele e na história que conta. Mas, antes mesmo que Strike consiga interrogá-lo melhor, Billy foge de seu escritório em pânico.

Tentando chegar ao fundo da história de Billy, Strike e Robin Ellacott – antes sua secretária, agora uma sócia na agência – partem seguindo um rastro tortuoso que os leva pelas ruas do submundo de Londres, até um refúgio reservado dentro do Parlamento e a uma bela mansão, porém sinistra, no interior do país.

E durante essa investigação labiríntica, a própria vida de Strike não está nada fácil: graças à fama recente como detetive particular, ele não consegue mais agir nos bastidores, como antigamente. Além disso, sua relação com a antiga secretária carrega mais tensão do que no passado – Robin agora é inestimável para os negócios de Strike, mas o relacionamento pessoal deles dois é muito mais espinhoso que isso.

O mais épico dos romances de Robert Galbraith até então, Branco letal, além de um mistério cativante, é um novo episódio empolgante da história que vem rolando entre Cormoran Strike e Robin Ellacott.

Fonte: Amazon

 

Pseudônimos

Eis alguns autores que utilizaram em alguma época de suas vidas um pseudônimo, são eles:

Robert Galbraith
(J.K. Rowling)

Ambra Blanchett
(Lídia Craveiro)

Patrícia Cabot
(Meg Cabot)

Mary Westmacott
(Agatha Christie)

Suzana Flag, Myrna
(Nelson Rodrigues)

Richard Bachman
(Stephen King)

Teresa Quadros, Helen Palmer
(Clarice Lispector)

Mrs. Silence Dogood
(Benjamin Franklin)

Clive Hamilton e N.W. Clerk
(C. S. Lewis)

Just An Illusion

Just an Illusion
Imagination

Illusion, illusion, illusion, illusion

Searching for a destiny that’s mine
There’s another place another time
Touching many hearts along the way yeah
Hoping that I’ll never have to say

It’s just an illusion, illusion, illusion

Follow your emotions anywhere
Is it really magic in the air
Never let your feelings get you down
Open up your eyes and look around

It’s just an illusion, illusion, illusion
it’s just an illusion
(Putting me back) in all this confusion
(Could it be that) it’s just an illusion (now)
(Could it be that) it’s just an illusion
(Putting me back) in all this confusion
(Could it be that) it’s just an illusion (now)

Could it be a picture in my mind?
Never sure exactly what I’ll find
Only in my dreams I turn you on
Here for just a moment then you’re gone

It’s just an illusion, illusion, illusion

it’s just an illusion
(Putting me back) in all this confusion
(Could it be that) it’s just an illusion (now)

it’s just an illusion
(Putting me back) in all this confusion
(Could it be that) it’s just an illusion (now)
(Could it be that) it’s just an illusion
(Could it be that)

Cl16423 (Imagination)

O sono atrapalhou tudo

Madrugada passada terminei o e-book E Não Sobrou Nenhum, de Agatha Christie, mas me perdi no final da história, em quem foi o assassino, o sono me derrubou e acabei seguindo sem voltar, e ou vou ter que procurar um site com spoiler, o que é mais difícil, ou reler as páginas finais. Não foi o primeiro livro que aconteceu isso, mas os outros eram físicos, e eu apenas folhava as páginas para trás, já o digital não é bem assim, mas tudo bem. Foi um bom mistério. Tive minhas suspeitas, até onde estive concentrado, mas errei todas.
Muitos livros que eu termino, esqueço a história logo em seguida, livros que não marcam, mas no caso desse… bem, passou, e ultimamente nem Hercule Poirot, nem Miss Marple nas histórias, e gosto muito dos livros com o inspetor belga.

Cl16414 (E Não Sobrou Nenhum, Agatha Christie)

Ah o sono!

E com esse e-book, somo mais um para o ano, o primeiro de abril e décimo primeiro do ano. Pouco, muito pouco, para quem lia tanto, mas tenho e-books para abrir como outros para me esforçar e completar a leitura, se completar.

Esconda-se

Comecei a ler, agora à noite, o e-book Esconda-se, de Lisa Gardner, o segundo de abril,  livro policial, apenas oito por cento lido, mas é um outro começo.
E incrível que pareça, o sono bateu de novo.
Acho que são as preocupações, e não me fixo numa mesma coisa como antes, e estou sempre sonolento, cansado.

Sinopse:

Uma mulher que foi obrigada a fugir — desde criança— de uma possível ameaça. Uma ameaça que seu pai via em todo lugar, mas que a polícia nunca considerou. Um antigo e desativado sanatório para doentes mentais que pode ter muito mais a esconder entre suas paredes do que homens e mulheres entorpecidos por remédios. Uma história de rancor entre membros de uma mesma família que nunca conseguiram superar os episódios de violência doméstica que presenciaram. Um pingente que foi parar em mãos erradas — e a cena de um crime brutal: seis meninas mortas e mumificadas há mais de trinta anos. Agora, cabe à famosa detetive D.D. Warren descobrir quem foi o serial killer que cometeu esta atrocidade e que motivação infame deformou sua mente. Acompanhe D.D. Warren na solução de mais este complexo caso e encontre o inimaginável que está por trás de pessoas aparentemente comuns.

Cl16415 (Esconda-se, Lisa Gardner)

Parece bem interessante esse livro.

 

Parado

Havia começado a ler o e-book A Outra – Duas Irmãs, Uma Troca, de Juliana Dantas, mas tem uma mãe adoentada, e a minha está hospitalizada, não sei se já relacionei o livro e a doença de minha mãe em algum post, já falei da doença de minha mãe aqui no blog, mas acho que não o motivo de ter parado o livro da Juliana Dantas, e mudei para o livro da Agatha Christie, E Não Sobrou Nenhum, mas sabe, o livro segue parado como deixei, no que consegui ler. É leitura para terminar, mas não tem o dia certo para pegá-lo de novo e concluí-lo.

Cl16414 (E Não Sobrou Nenhum, Agatha Christie)

O que me atrai está aqui na minha frente, nesses dias, a internet, e nada mais, apesar que ontem assisti a um filme com Jason Statham, Jessica Alba e Tommy Lee Jones, Assassino A Preço Fixo 2.

Cl16415 (Assassino A Preço Fixo 2)

Do meu jeito!

Até que enfim o primeiro

Achei que ia acabar o mês de março sem ler um livro, mas não, eu li. Buscando ocupações para aliviar os problemas. Liguei a televisão, li e venho passando horas na internet. Deveria estar descansando, porque ultimamente venho muito cansado, mas prefiro ocupar a minha mente, se me entendem, e li, hoje, o livro O Último Suspiro (Boa Filha), de Karin Slaugther, e já comecei um segundo livro, A Outra – Duas Irmãs, Uma Troca, de Juliana Dantas. Vai ser o meu quarto livro dela. Se querem uma indicação de uma boa escritora é a Juliana Dantas. Juliana Dantas e Carina Rissi, e brasileiras.

Ano passado no mesmo período, janeiro, fevereiro e março, li respectivamente, quatro, quatro e nove livros, logo dezessete no trimestre. Bem diferente desse trimestre, três, seis e um, logo dez livros.
Sete foram esquecidos em algum lugar.

E-books que interessam

Olhando na Amazon alguns livros, e-books, que tenho interesse pelas histórias, sinopses, e que ficarão numa lista para poder lembrar mais adiante. Por enquanto, e pelo preço, não tenho interesse.
Estou sempre navegando na Amazon, e sempre relendo sinopses e vendo os preços, e quando tiver mais do meu agrado, posso ou não vir a comprar, mas pelo menos estão marcados aqui, pra não esquecer.

e-books

A Carta Secreta
(Lucinda Riley)

Virtude Indecente
(Nora Roberts)

O Homem de Giz
(C.J. Tudor)

O Homem de Areia
(Lars Kepler)

Deixei Você Ir
(Clare Mackintosh)

O Livro da Gratidão
(Carolina Chagas)

Destroçados
(Karin Slaughter)

Impressos

O Milagre da Manhã
(Hal Elrod)

Conforme for olhando o site, e descobrindo um livro que me interesse, a lista vai aumentando.
Outros listas já foram deixadas em meu blog, com livros – e-books – que foram lidos e outros que não, vamos ver quantos desses acima eu consigo passar para a lista dos lidos, mas desde que os preços estejam mais ao meu gosto, e na época certa ainda me interessar pela história.

O céu

Tirei essa foto do céu, aqui na praia do Laranjal, Pelotas/RS, usando um Motorola XT 1069, e resolvi postar. Não sei se pela primeira vez aqui ou de novo, mas acho que é a primeira.

Ceu_Laranjal

E-book adquirido

Estava criando um post com uma lista de livros que pretendo comprar, programado para o dia cinco, quando coloquei na lista o e-book A Outra, de Juliana Dantas, mas por estar com preço bom, R$ 5,99, apaguei do post e o comprei.

Cl16403 (A Outra, Juliana Dantas)

Esta será a quarta história digital que eu vou ler dela, todas compradas na Amazon.

***

Nesses últimos dias venho com uma dor muito chata no pé direito, e com o feriado do carnaval e minha viagem chegando, ou faço o exame, se complicar muito, em Santa Catarina, ou deixo para a volta. Sei que tenho fascite plantar, mas sobre o pé, na região dos tendões, acho que é outra coisa. Caminho bem, mas sempre com uma dorzinha na região, às vezes mancando.
É só o que faltava.
E dia sete, dentista. Tudo resolveu vir junto, e às vésperas da viagem, que nada me atrapalhe o meu, e o passeio da família.