Filmes do domingo

Vi dois filmes nesse domingo que me chamaram muito a atenção, Milagres do Paraíso e Invasores: Nenhum Sistema Está Salvo. Gostei mais do primeiro, pois tocou mais.

Cl16160a (Milagres do Paraiso)Milagres do Paraíso

Cl16161 (Invasores, Nenhum Sistema Está Salvo)Invasores: Nenhum Sistema Está Salvo

E depois fiquei trocando de canal em busca de algo bom, mas não fui muito além desses dois filmes.

***

Anúncios

A vida é assim…

Estava olhando o meu Tumblr, ainda no ar, e passei por essa mensagem do Guimarães Rosa, então meu post de hoje.

MensagemGR

***

Em espanhol

Comecei à noite olhando o meu blog, sempre é ele, depois passei para o Skoob, mexi nele um pouco, vi os livros, os meus e os de outros, assim como convidei novos leitores, e dali para a Amazon foi um pulo, por outras razões, e resolvi comprar dois e-books em espanhol, mas se vou conseguir entender é outra história, apenas comprei para ver como me saio em outra linguagem, porque o que sei de espanhol é quase nada, então vou me aventurar por outras linhas. Vale a tentativa.
Bem que eu gostaria que fossem livros impressos.

 

Domina el Español a Través de la Lectura: De Elemental a Intermedio
David Michaels

Clickbait
Sonia Martínez Martín

Cl16150 (Espanhol)

Tentando.
Então vamos em frente, e entre um livro e outro, tentar aprender, só não quero acabar colocando estes livros entre as leituras abandonadas.

***

Imagens da internet.

Sonolência

No momento estou lendo dois livros, um é e-book, mas me arrependi de comprá-lo, muito chato, O Colecionador de Memórias, de Cecelia Ahern, já havia falado no outro post, e vem me dando aquele sono.

Hoje comprei o livro impresso, que já tinha como e-book – mas fica difícil ler como livro digital – A Sutil Arte de Ligar O Foda-se, de Mark Manson, e o venho lendo, mas não é a minha leitura preferida, mas tanto posso folhear como sublinhar, e venho fazendo isso com facilidade.
É a vantagem de ser impresso.
Certos livros só mesmo assim.
Fui com uma listinha de quatro livros, dois nunca ouviram falar, outro não tinha e vim só com um.
Esse foi um dos motivos que troquei o mundo impresso pelo mundo virtual, a facilidade de encontrar os livros, e na maioria das vezes pelo preço ser melhor.

Tenho dois leitores digitais, um deu problema, e nunca mais funcionei com ele, o outro da Amazon tem uma continuidade infinita de e-books, o que é muito bom, pelo menos para mim, e conforme vou encontrando eles, vou comprando e lendo, mas nem sempre tenho a sorte de escolher o e-book, alguns vão ficando pelo caminho porque não consigo chegar ao final, outros me esforço para tal, mas torcendo para acabar logo, como O Colecionador de Memórias, mas procuro ler até o final o que puder.
Gosto de ler, e leio bastante, por isso menciono bastante a Amazon, nada com eles ou para eles, apenas uma propaganda que eles ganham de graça, mas é no site deles que venham comprando meus e-books até porque meu leitor digital é um Kindle Paperwhite, e quanto aos livros impressos, fico por aqui, pelas livrarias da minha cidade.

Da mesma forma que critiquei os livros aqui na Feira do Livro, pelo preço que considerei alto, critico também alguns e-books na Amazon. São de ouro?

 

Leituras

Bem, comecei minhas leituras de novembro, e meu primeiro e-book, que eu já li, foi A Mentira, de Nora Roberts.

Cl16082 (A Mentira, Nora Roberts)

A leitura me prendeu do começo ao fim, e o que eu imaginava – já havia lido um livro semelhante, porém de outra autora, há alguns anos atrás – aconteceu. Passa o tempo, ou não, e os temas se repetem, mas o e-book foi muito bom. Já há alguns anos atrás li, um livro de Barbara Delinsky, Uma Mulher Traída.

A Mentira também é por aí, uma mulher enganada pelo marido e que fica com uma dívida nas mãos. O resto fica com quem comprar o livro para desvendá-lo, ou com as resenhas pela internet.

Meu segundo e-book, este comecei hoje, ainda no começo, vem sendo O Colecionador de Memórias, de Cecelia Ahern, e pelo começo não venho gostando, mas começos são começos. Sempre quis lê-lo, e o venho fazendo.

Cl16114 (O colecionador de memórias, Cecilia Ahern)

***

Imagens da internet.

E-books por ler

Gosto de comprar e-books bons para tê-los em meu leitor digital, e a cada história terminada poder começar uma nova, saber que estão ali, e apenas escolher qual a próxima a ser lida, e foi assim que surgiu a lista abaixo.

Estive hoje na Feira do Livro aqui em Pelotas para olhar livros e pesquisar preços, voltei de mãos vazias, mesmo que com dinheiro para tal, até podia ter vindo com um livro, até dois, mas dei preferência ao Kindle Paperwhite, aos e-books da Amazon, e assim que cheguei em casa comprei mais um ou dois e fechei a lista abaixo, lista esta que já vinha sendo formada há algum tempo.

E-books como As Jóias de Manhattan, O Último Suspiro e O Homem Perfeito vinha de olho há um tempo, comprei agora. Os três foram adquiridos, sigo olhando outros como O Homem de Areia, de Lars Kepler. A espera que o preço baixe. É só pesquisar, e tem e-books que acho que são feitos de ouro ou diamantes pelo preço pedido. Convenhamos!

Eis a lista:

O Último Suspiro
(Robert Bryndza)

Minha Doce Menina
(Lucy Benton)

O Homem Perfeito
(Linda Howard)

Amigas Para Sempre
(Kristin Hannah)

As Jóias de Manhattan
(Carmen Reid)

Gritos No Silêncio
(Angela Marsons)

A Luz Através da Janela
(Lucinda Riley)

A Mentira
(Nora Roberts)

O Colecionador de Memórias
(Cecelia Ahern)

Inesperadamente Você
(Deborah Strougo)

Minhas leituras de outubro

Eis a minha lista dos livros lidos em outubro.
Cada história lida melhor que a outra, e como a última é a que marca mais, é também a que deixo a foto.
Que novembro eu acerte da mesma forma que no mês em questão.

 

Tudo Aquilo Que Eu Não Disse
(Kathryn Hughes)

Perto O Bastante Para Tocar
(Colleen Oakley)

Procura-se Um Marido
(Carina Rissi)

Segredos de Família
(Lisa Wingate)

Cl16133 (Segredos de Familia)

E reli o livro erótico Nua (O Caso Blackstone), de Raine Miller, impresso, leitura começada nos últimos dias do mês de outubro e terminada no começo de novembro. Sempre muito bom. Da série li apenas os dois primeiros, mas perdi o interesse nos demais.

***

Imagens da internet.

Séries

Ontem estava assistindo Hawaii Five-0, Temporada 2, episódio 21, não vi quando começou a série, e venho assistindo agora na teve a cabo, e o crime que os investigadores de Hawaai Five-0 investigavam era um caso da NCIS Los Angeles, e estes são convidados a participarem da investigação, é sobre um vírus mortal, mas o caso ficou em aberto e vai  haver continuação, mas segue agora pela série NCIS Los Angeles.
O canal que assisto essas séries é o AXN.
Acho essa interação muito legal, e também ajuda a divulgar as séries que estão começando, começando em um canal e há muitas temporadas em outro.
E bem que a televisão brasileira poderia também adotar algo assim em suas novelas, mas ficam sempre com o trivial.

Cl16122a (Hawaii Five-0)
Hawaii Five-0

***

Imagens da internet.

***

Ultimamente com minhas velhas dores da L.E.R., lesão de esforço repetitivo, cotovelo esquerdo, que dei uma parada por aqui, mas fiz este post porque não quis deixar passar em branco o assunto.

Extreme Ways

Do filme O Ultimato Bourne, com o ator Matt Damon. E vi todos com a participação dele.

Extreme Ways
(Moby)

Extreme ways are back again
Extreme places I didn’t know
I broke everything new again
Everything that I’d owned
I threw it out the windows, came along
Extreme ways I know move apart The colors of my sea
Perfect color me
Extreme ways that help me
That help me out late at night
Extreme places I had gone
But never seen any light
Dirty basements, dirty noise
Dirty places coming through
Extreme worlds alone
Did you ever like it then
I would stand in line for this
There’s always room in life for this
Oh baby, oh baby
Then it fell apart, it fell apart
Oh baby, oh baby
Then it fell apart, it fell apart
Extreme songs that told me
They helped me down every night
I didn’t have much to say
I didn’t get above the light
I closed my eyes and closed myself
And closed my world and never opened
Up to anything
That could get me along
I had to close down everything
I had to close down my mind
Too many things to cover me
Too much can make me blind
I’ve seen so much in so many places
So many heartaches, so many faces
So many dirty things
You couldn’t even believe
I would stand in line for this
It’s always good in life for this
Oh baby, oh baby
Then it fell apart, it fell apart
All day, all day
Then it fell apart, it fell apart
(Falling apart)
It’s a Monday morning, it’s everywhere
Oh no I can’t
All day, all day
Then it fell apart, it fell apart
All day, all day
Then it fell apart, it fell apart
All day, all day
Then it fell apart, it fell apart
All day, all day
Like it always does, always does

 

 

Que e-book, que história!

Li o livro digital Tudo Aquilo Que Eu Não Disse: Duas garotas. Uma carta., de Kathryn Hughes, simplesmente fantástico, já que não escrevo resenha, deixo a sinopse que se encontra na internet.

A vida da doce Tina Craig parece estar destinada a mesmice dos anos 70: ela vive presa em um casamento infeliz com um marido problemático. Isso desafia Tina a unir todas as suas forças para sair desse abismo e finalmente conquistar a paz de espírito que ela tanto quer. Seu destino toma um rumo diferente quando ela encontra uma carta escrita em setembro de 1939. A carta, que nunca chegou ao destino certo, lhe traz uma nova esperança, um alento para o seu coração tão maltratado. Tudo muda de figura quando a vida de Tina se choca com os destinos do casal Billy e Chrissie, trazendo William, um jovem em busca de sua mãe biológica, para sua jornada por conta de um mero acaso.

Uma história tão maravilhosa que vale a pena conferir, se é que você gosta de um bom livro, um bom romance. Minha dica!

De alguma forma o livro lido me lembra do filme Cartas Para Julieta, com Amanda Seyfried.

Meus livros de setembro

Nesse mês de setembro li três livros impressos, de Agatha Christie, Cartas Na Mesa, O Natal de Poirot e Convite Para Um Homicídio, e dois e-books, O Homem do Deserto, de Lídia Craveiro, e Após A Tempestade, de Karen White, o quinquagésimo livro do ano, então pode-se dizer que é um mês de livros impressos, a maioria, de livros que eu já tinha, antigos, e resolvi reler.
Sempre acho que não vou ler de novo e do nada começo a ler, mas cansado de tanto usar os olhos, forçá-los nas muitas telas que surgem na minha frente, com brilho ou não, o computador, a televisão e o e-reader, e vez que outra, o smartphone.

 

Cinco livros, 3 e 2

Terminei hoje o quinto livro do mês, achava que não tinha mais condições de começar um livro nesse mês, venho cansando, mas completei a leitura de Após A Tempestade, de Karen White, o livro número 50 do ano, e meu post 500. Um livro com duas mulheres, Julie e Aimee, e a história delas e de suas famílias.
Queria ler esse livro há muito tempo, mas nunca comprava, até que o fiz, e gostei muito.
Cinco livros, 3 e 2, significa três livros impressos e dois e-books, apenas um título, mas o post com os  livros lidos vem dentro de dois dias. É isso.

 

Listen To Your Heart

Listen To Your Heart
(Roxette)

I know there’s something in the wake of your smile
I get a notion from the look in your eyes, yea
You’ve built a love, but that love falls apart
Your little piece of heaven turns to dark

Listen to your heart
When he’s calling for you
Listen to your heart
There’s nothing else you can do
I don’t know where you’re going
And I don’t know why
But listen to your heart
Before you tell him goodbye

Sometimes you wonder if this fight is worthwhile
The precious moments are all lost in the tide, yea
They’re swept away and nothing is what is seems
The feeling of belonging to your dreams

Listen to your heart
When he’s calling for you
Listen to your heart

There’s nothing else you can do
I don’t know where you’re going
And I don’t know why
But listen to your heart
Before you tell him goodbye

And there are voices
That want to be heard
So much to mention
But you can’t find the words
The scent of magic
The beauty that’s been
When love was wilder than the wind

Listen to your heart
Take a listen to it
When he’s calling for you
Listen to your heart
Take a listen to it
There’s nothing else you can do
I don’t know where you’re going
And I don’t know why
But listen to your heart
Before

Listen to your heart!
Take a listen to it
When he’s calling for you
Listen to your heart!
Take a listen to it
There’s nothing else you can do
I don’t know where you’re going
And I don’t know why
But listen to your heart
Before you tell him goodbye

(Listen to your heart)
(Listen to your heart)
Take a listen to it, heart!
(Listen to your heart)
Take it, take a listen to it, yeah!
(Listen to your heart)
(Listen to your heart)
Heart! Heart!
(Listen to your heart)
Heart! Heart!
(Listen to your heart)
Heart! Heart!
(Listen to your heart)
Heart! Heart!
(Listen to your heart)
Heart! Heart!
(Listen to your heart)
Heart! Heart!

Cl16095 (Roxette)

***

Fotos da internet.

e-books e os gastos

Nesse mês de setembro adquiri oito e-books, li quatro, mas este post fica para o fim do mês, já pronto, mas esses oito e-books serão lidos com o tempo. Gastei quase cento e quinze reais com eles, isso que evito livros acima de vinte e cinco reais, salvo exceções. Os livros adquiridos ontem, foram A Sutil Arte de Ligar o F*da-se, de Mark Manson; Tudo Aquilo Que Eu Não Disse, Duas Garotas, Uma Carta, de Kathryn Hughes; e O Colecionador de Memórias, de Cecelia Ahern. Será que com esse valor eu adquiriria os mesmos oito livros impressos? Mesmo assim, os e-books poderiam ter um valor melhor.

Cl16111 (A Sutil arte de ligar o foda-se, Mark Manson)

De uns tempos para cá, e mesmo lendo quatro e-books e comprando outros, não quero comprar livros, impressos ou digitais, a partir de novembro. Nem em janeiro, nem em novembro, nem em dezembro. Comprar livros até outubro. Depois somente os gratuitos. Esse ano me propus a isso, e venho tentando.

Bom, meta para 2019 ainda não tenho, em termos de leitura, sempre procuro ler mais do que li no ano anterior, mas venho cansando disso, e livros para serem comprados devem ser pontuais, ler a sinopse, procurar a resenha e ler o que comentam na internet, se a história de fato é boa ou deixa a desejar. Hoje deixei de comprar um e-book depois de ler duas resenhas e comentários.

Superar 70 livros pra mim é muito. Li até agora 49 livros, e vem custando para sair o quinquagésimo. Quer dizer, se ler 58 livros supero 2016, se alcançar setenta igualo 2017 e já me dou por satisfeito, mas sem vontade de ler, emprestando meus olhos para a televisão com as séries, e o computador, não chego ao lido ano passado. Falta vontade, não livros.

Cl16115 Tudo Aquilo Que Eu Não Disse, Duas Garotas, Uma Carta, Kathryn Hughes)

***

Imagens da internet.

Comercial 2

Outro comercial que eu gosto muito de ver na televisão, enquanto assisto as minhas séries favoritas, é esse aqui da Samsung, acho muito engraçado.

Não o encontrei quando fiz o post anterior, Comerciais, mas agora deu, nada como o Google na parada, basta repetir, pesquisar “tá difícil se livrar do seu celular antigo?” que são as primeiras palavras do comercial, que apareceu o vídeo, e reproduzo acima.

Skoob, tag estante virtual

Olhando aqui no Blog das Tatianices, tem uma tag sobre o Skoob, Tag: Skoob – minha estante virtual, e como tenho cadastro, resolvi participar também, e dar uma arrumada por lá, o que é e-book colocando como tal, mas vou precisar de outros dias para deixar tudo pronto.

Meu perfil por lá,

https://www.skoob.com.br/usuario/53816

01. Quantos livros você tem na sua aba LIDOS?

252 livros.

02. Qual livro você está lendo agora?

No momento nenhum. Reli o livro Convite Para Um Homicídio, de Agatha Christie.

03. Quantos livros tem na sua aba QUERO LER?

Quatro.

04. Você está relendo algum livro? Se sim, qual?

Nesse momento não.

05. Quantos livros você abandonou? Quais?

Seis: Orgulho e Preconceito (Jane Austen), O Último Segredo (J.R. dos Santos), Os Sete Minutos (Irving Walace), 1968: O Ano Que Não Terminou (Zuenir Ventura), Cimarron (Edna Ferber), O Dia do Chacal (Frederick Forsyth), até agora. Tem também O Assassino das Palavras Cruzadas (Dante Pereira Nunes, mas não encontra-se no Skoob, e não tem como registrar).

06. Quantas resenhas você tem cadastradas no Skoob?

Não faço resenhas.

07. Quantos livros avaliados?

Avaliei 198.

08. Quantos livros tem na sua aba FAVORITOS? Cite alguns.

Tenho 29.

09. Quantos livros tem na sua aba TENHO?

143, somente os impressos que tenho comigo, e que o Skoob tem em seu site, arquivos digitais (Amazon e Saraiva), não contei.

10. E na aba DESEJADOS?

Nenhum.

11. Tem algum livro emprestado?

Nenhum.

12. Você quer trocar algum livro? Se sim, qual?

Não.

13. Você tem uma meta no Skoob? Já cumpriu?

No Skoob não. Por ano sim, leio um X número de livros, hoje e-books, alguns impressos eu releio durante o ano.

14. Qual o número no seu paginômetro atualmente?

73.714

15. Qual o link do seu perfil no Skoob?

https://www.skoob.com.br/usuario/53816

Bryan Adams

Passa o tempo, mas continua linda essa música do Bryan Adams, motivo que reproduzo aqui.

Everything I Do, I Do It For You
(Bryan Adams)

Cl16087 (Bryan Adams)

Look into my eyes
You will see
What you mean to me
Search your heart
Search your soul
And when you find me there, you’ll search no more
Don’t tell me it’s not worth tryin’ for
You can’t tell me it’s not worth dyin’ for
You know it’s true
Everything I do
I do it for you
Look into your heart
You will find
There’s nothin’ there to hide
Take me as I am
Take my life
I would give it all, I would sacrifice
Don’t tell me it’s not worth fightin’ for
I can’t help it, there’s nothin’ I want more
You know it’s true
Everything I do
I do it for you
There’s no love
Like your love
And no other
Could give more love
There’s nowhere
Unless you’re there
All the time
All the way, yeah
Look into your heart, baby
Oh your can’t tell me it’s not worth tryin’ for
I can’t help it there’s nothin’ I want more
Yeah, I would fight for you
I lie for you
Walk the wire for you, yeah, I’d die for you
You know it’s true
Everything I do
Oh
I do it for you
Everything I do, darling
And we’ll see it through
Oh we’ll see it through
Oh yeah
Yeah
Look into your heart
You can’t tell me it ain’t worth dying for
Oh yeah
I’ll be there, yeah
I’ll walk the wire for you
I will die for you
Oh yeah
I would die for you
I’m going all the way, all they way, yeah

Cl16091 (Bryan Adams)

Os e-books

Comprei três e-books esta noite, um de uma autora que nunca havia comprado, o segundo já esteve em muitas listas, principalmente no meu começo, e o último que sempre dava uma olhada na sinopse, mas que nunca me decidia, respectivamente A Mentira, de Nora Roberts, finalmente comprei o primeiro livro dela, custou e como custou, mas enfim saiu, e vou lê-lo após quase três anos lendo e-books, Após A Tempestade, de Karen White, e Procura-se Um Marido, de Carina Rissi, e claro, este e-book também esteve em listas anteriores, e passa a ser meu quarto e-book da Carina.

A lista dos livros que tenho por ler em meu Kindle Paperwhite para os próximos dias é, O Homem do Deserto, de Lídia Craveiro; Perto O Bastante Para Tocar, de Colleen Oakley; Gritos No Silêncio, de Angela Marsons; Segredos de Família, de Lisa Wingate; A Mentira, de Nora Roberts; Após A Tempestade, de Karen White; e Procura-se Um Marido, de Carina Rissi. E dessa lista de sete livros, até agora, o primeiro a ler será O Homem do Deserto. Há muito também passando os olhos por esta sinopse, mas agora possuo o e-book.

Cl16086 (O Homem do Deserto)

Mistérios e lembranças

Em 1981 no aeroporto do Galeão, no Rio, comprei um livro para ler no avião – li parte do livro durante o voo – enquanto retornava para Pelotas com a família, Cartas Na Mesa, de Agatha Christie. Reli o livro ontem, e hoje, na sequência, li mais outro dela, O Natal de Poirot, esse adquirido em 1982.
Quando comprava esses livros impressos anotava alguma coisa neles, geralmente no começo, data e local da compra, como das leituras e releituras. Hoje não faço mais isso.
Foi mexendo em um armário de livros antigos de onde tirei esses dois livros de mistérios, até estava pensando em comprar o e-book O Natal de Poirot, e pude evitar com isso um gasto desnecessário, visto que o tenho há bastante tempo, e dessa forma, muitos outros livros bons, e impressos, daquela época, para ler.
Minhas duas primeiras leituras desse mês.

 

Mudanças e problemas

Não gosto de  mudanças, nenhuma, seja ela qual for, e agora com problemas com a Amazon para baixar meus livros, e-books, mesmo corrigido o problema, depois de um chat, sinto que os livros não estão aparecendo na minha caixa de e-mail como antes, como no leitor digital. Custam mais a vir. O que era simples, antes, um clique e deu, agora não está mais assim, por isto que nenhuma mudança, esta ocasionada por mim, são boas, e até que tudo volte ao normal, acho que vai algum tempo, que espero seja rápido, e foi, mas precisei conversar com eles de novo em um segundo chat. Agora normalizou.

Tinha somente um e-book para ler, O Homem do Deserto, de Lídia Craveiro, pronto para começar a ler assim que entrar setembro, e hoje resolvi adquirir outros dois, Perto o bastante para tocar, de Colleen Oakley, que inicialmente deu problema, mas agora está resolvido, e Quando você voltar, de Kristin Hannah, este, enquanto escrevo este post, ainda não entrou, não chegou ao e-mail.

Todos os e-books estão normalizados.

Quanto a este livro Quando Você Voltar, já fazia parte de uma lista mais antiga de e-books anotados, e revendo, e lendo a sinopse, resolvi adquiri-lo. Espero que entre para a lista dos livros lidos, mais um, até agora 45 e-books lidos no ano, e não para a dos livros abandonados, leituras que ficaram pelo caminho.

***

Sem vontade ou ideias para postar.

Entre livros e e-books

A minha relação de livros lidos da autora Sophie Kinsella, até agora, livros que comecei com O Segredo de Emma Corrigan, impresso, e daí muitos outros. No momento lendo “Mas Tem Que Ser Mesmo Para Sempre?“.

Menina de Vinte
(Sophie Kinsella)

O Segredo de Emma Corrigan
(Sophie Kinsella)

A Lua de Mel
(Sophie Kinsella)

Samantha Sweet: Executiva do Lar
(Sophie Kinsella)

Lembra de Mim?
(Sophie Kinsella)

Minha Vida (Não Tão) Perfeita
(Sophie Kinsella)

Mas Tem Que Ser Mesmo Para Sempre?
(Sophie Kinsella)

Cl16024 (Mas tem que ser mesmo para sempre PG)

Os e-books de agosto e eu

Em agosto li seis e-books, todos listados abaixo, sendo o último do mês, de Agatha Christie, A Casa do Penhasco.
Andei lendo, também, pelo smartphone, já que baixei o aplicativo da Amazon, o e-book Onze Formigas, de Alec Baurer, mas descobri que se eu leio no e-reader, não aparece como lido no smartphone, o contrário também é verdadeiro, e minha preferência de leitura é pelo e-reader.

Os livros lidos

Malas, Memórias e Marshmallows
(Fernanda França)

O Deslize
(Vincento Hughes)

Morte Na Lua de Mel
(Jaden Skye)

Onze Formigas
(Alec Baurer)

Mas Tem Que Ser Mesmo Para Sempre?
(Sophie Kinsella)

A Casa do Penhasco
(Agatha Christie)

***

Estive em Porto Alegre com minha família, porque minha mãe precisou operar o fêmur, e passamos uma semana fora.
Lá fiquei longe do meu blog e de outros sites que no computador costumo usar com mais frequência, fiquei mesmo com o Instagram e o Facebook, por rede móvel, mas não gosto de usar a internet pelo smartphone, apesar de usá-lo, e gastar os braços, não tem a mesma facilidade de um computador e de tudo que ele pode oferecer para simplificar a vida do internauta, ou minha, e cheguei a lamentar em não levar o meu.

Ao estilo Agatha Christie

Estarei em Porto Alegre nessa segunda, minha mãe vai operar o fêmur e quero ter alguma coisa para poder me distrair no tempo que eu ficar por lá, que espero seja breve, e resolvi pesquisar alguns livros para baixar para o meu Kindle, de uma forma que eu nunca fiz antes, ou seja, do preço mais barato para o mais caro – Ordenar por: preço baixo a alto -, e assim os e-books gratuitos foram os primeiros a aparecer, e acabei comprando um e-book que parece bem bom, pela sinopse, Morte Na Lua de Mel, de Jaden Skye, e O Deslize, de Vincento Hughes, e este último livro baixei uma amostra para poder ver se ia gostar do livro ou não, e tanto gostei que acabei adquirindo, saiu por R$ 1,99, um bom preço para uma história ao estilo Agatha Christie. No momento que escrevo este post, já estou com 71% da leitura concluída. Ficam como minhas dicas.

Cl16020 (O Deslize, Vincento Hughes)

E-books de julho

Comecei minhas leituras do mês de julho no dia 04 desse mês com o e-book Treinada Para O Prazer, de Jhonatas Nilson, 112 páginas, no Kindle, e lido em algumas horas, e no mesmo dia Alvorecer, de R. P. Rígolo, o qual demorei meio mês para concluir, e sigo lendo aos poucos A História do Século 20 Para Quem Tem Pressa, de Nicola Chalton & Meredith MacArdle, este um livro impresso.
Li também o e-book Uma Curva Na Estrada, de Nicholas Sparks, uma leitura rápida, porque foi um livro que não conseguia parar de ler, este com gosto, tamanha a beleza da história. O meu segundo do Nicholas Sparks ao longo dos tempos, o outro foi A Última Música.
E nesses dois últimos dias li Quebra de Confiança, de Harlan Coben.
E comecei hoje Malas, Memórias e Marshmallows, de Fernanda França, mas não sei se acabo amanhã, apesar de serem poucas páginas, é que a vontade de ler veio mesmo no final.
Também havia começado o livro A Última Expedição, de Olívia Maia, mas não fui para frente, e acabei parando no começo.

 

Vaio

Quando comprei o meu notebook há uns anos atrás, comprei-o por duas razões, primeiro por não aquecer tanto como os outros, e principalmente por ter um som potente, e gosto de som alto, um rock, um pop, minhas preferências, e passado algum tempo, e depois de uma limpa, formatação, noto que veio com um som baixo, ruim, até parecido como o meu notebook anterior, da Sony, um outro Vaio antigo que tive, quando não ligava para volume, e fui perceber isto agora. Já entrei em contato com o técnico, e no aguardo para esta correção.

***

Terminei ontem o meu segundo livro, sinceramente não gostei da escolha que fiz, acho que vou ter que voltar a ler as resenhas, e se não tiver nem pensar em comprar, o livro que li foi Alvorecer – Luminescências, de R.P. Rígolo, livro 1, mas da minha parte não haverá livro 2, mesmo que a continuação tenha ficado para o próximo e-book.