O jogo

Achei que o Brasil ia superar a boa seleção da Venezuela, porém me enganei, os venezuelanos jogaram bem, enquanto os brasileiros, que deveriam ter feito a lição de casa, nem tanto. Começaram pressionando, mas sem êxito.
E o Tite deveria ter tido coragem e ter saído jogando com Éverton, pois teria mais chances para buscar o resultado, e para ele ir para cima dos adversários, furar os bloqueios, mas sempre os mesmos jogadores, sempre os onze que estão em sua mente, joguem bem ou mal.
O povo pediu o Cebolinha, ele entrou e em pouco tempo correspondeu, mas parece que a seleção está torta com ele em campo, e não por culpa dele, mas dos outros selecionáveis.
O Éverton entra como solução dos problemas e para ir para cima dos adversários, mas o jogo do Brasil é sempre pela direita e centro, mesmo que povoado de adversários, e ninguém vê isso, e vez que outra chega uma bola boa na esquerda, ou ele vai buscar, pois é assim que eu vi as duas participações do Brasil na Copa América.
Contra a Bolívia precisou de um lance para mostrar o bom futebol que tem e que todo mundo conhece, e contra a Venezuela teve uma chance em campo, na única bola boa que chegou para ele, pela esquerda, mas não era à noite do Firmino, e o placar foi igual, e sem gols.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s