Demorei alguns dias para ler o meu último livro aqui, até agora, Meu Primeiro Assassinato, de Leena Lehtolainen, mas enfim, entre ontem e hoje, mais hoje, terminei. Li o dia todo. No começo não estava gostando, vinha achando um pouco complicado, pois eram muito os personagens, personagens de um certo coral, depois outros surgiram, mas o foco estava em cima das pessoas do coral, mas de um certo momento em diante passei a ler com vontade até chegar as cento e noventa páginas do livro digital. No começo do livro eu chutei um nome como assassino, sem saber o motivo, do meio em diante eu torcia para aquele nome não ser o criminoso, e foi, pena. O motivo eu nunca adivinhei, mas a história enveredou para outros lados. Para concluir, gostei do livro, mas talvez não do final.

Em um dia de chuva nada como uma boa leitura, pelo menos boa de um certo momento em diante, e foi o que fiz hoje, ler.

Quando eu fazia algumas provas e chutava, errava, hoje quando chutei e não queria acertar, acertei, mas foi apenas uma história, mas determinados livros que eu encerro fico com a história na cabeça por horas, dias ou semanas.

No começo do ano eu vinha lendo muito livros de drama familiar e suspense assim como mistério juvenil, depois passei para os livros denominados chick-lit, após para os temas sensuais, livros de BDSM que é um assunto que eu sempre gostei, e agora por último para os livros policiais, e acho que vou terminar o ano no tema. Sendo bom é o que importa.

O único livro que não consegui ler foi por um problema técnico, de apresentação, no Lev, e não do Lev, Albertine, de Décio Gomes.

***

Um bom começo de semana a todos!

Anúncios