Este ano vendi um apartamento no Cassino, Rio Grande, e comprei uma casinha aqui em Pelotas, casinha, no diminutivo, imóvel pequeno, peças pequenas, terreno razoável, em nossa praia bairro, o Laranjal, mas apesar de já estar mais adiantada, a reforma, ainda vejo demora, atrasos, e com esta chuva caindo sem parar, tudo tende a piorar. Não vejo a hora de poder usufruí-la. Vim para cá porque aqui estou mais perto de tudo e todos, e a idade já não é mais a mesma para todos.

Falando em idade, hoje vi a reprise do Festival Nacional da Música 2015, em Canela, uma entrega de prêmios da música brasileira, e revi artistas que eu não via há tempos, e o que é normal, mais velhos, mas a idade não passa apenas para aqueles que a gente vê ou viu há um tempo, mas também para nós, principalmente, mas como é difícil acompanhar a si mesmo, ou eu acho assim. Quanto ao festival, entrega de prêmios, músicas, estava fantástico, gostei mesmo.

Cliquem no link em vermelho, meu blog do Blogspot, último post até agora, para saber quais foram os livros lidos em 2015, e deixo também como dica o livro Mais Que Amigos, de Barbara Delinsky, que já li há algum tempo atrás, e que gostei muito, e para quem quer saber mais sobre o livro, pesquise na internet.

***

A foto da capa é aqui na praia do Laranjal, mais uma que eu cliquei.

Anúncios